Por que não utilizamos formol na composição de nossos produtos?

Por que não utilizamos formol na composição de nossos produtos?
Segundo a organização mundial da saúde (OMS) o formol, também conhecido como formaldeído, penetra pela área ferida e cai diretamente na corrente sanguínea, se espalhando pelo corpo, consequentemente pode causar reação alérgica, provocando queimadura química, irritação, dor e vermelhidão. 

É perigoso não só para as clientes como também para as cabelereiras, pois quando inalado afeta a garganta, nariz, traqueia e brônquios, ocasionando dificuldade ao respirar e bronquite. Além disso, instituições internacionais reconhecem o efeito cancerígeno do produto.

Em 2009 a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) proibiu a venda do formol no país todo, entretanto ele ainda é utilizado nos salões de beleza com outros nomes. 

Um levantamento revela que 61,6% dos fiscais suspeitam que os produtos utilizados nos salões de beleza para alisar os fios contém um teor de formol superior ao permitido.

Para não cair nessa cilada, sempre verifique as embalagens dos cosméticos, procure pelo selo da ANVISA nos rótulos. Caso você queira fazer o processo de alisamento dos fios, você deve optar pelos cosméticos sem o formaldeído.



Florus Cosméticos
Florus Cosméticos

Florus Cosméticos